Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o meu estaminé

o meu estaminé

29
Mar19

mas que barrete!

Que barrete bem grande!

 

Bem, há uns tempos fomos tomar o brunch ao Mackie Mayor, e ficámos d'olho numa banca onde estavam a preparar baos. Enquanto comíamos o brunch, estava uma rapariga a fazer as bolinhas do bao à mão muito calmamente. Ficámos a pensar naquilo!

 

Bem, num certo sábado o meu noivo virou-se para mim e disse "Hoje vamos comer bao". Disse-lhe logo que sim. Lá pedimos que queríamos (naquele dia, infelizmente, não tinham a opção do bacalhau) e sentámo-nos. Trouxeram-nos a comida à mesa e aí é que foi a desilusão total. Os baos eram mesmo mesmo muito pequenitos. Acho que se comiam numa dentada só. É claro que não tentámos testar isso, só queríamos que os baos "durassem" mais tempo. Aqui só para nós - pagámos £7.5 por cada bao, imaginem! Nem me digam nada! Eram realmente muito bons, mas £7.5 por cada um? Muito caro! Para juntar à festa, pedimos também uns sides e, como devem imaginar, as porções eram muito muito pequenas.

 

Aqui têm a foto do manjar:

bao.jpeg

 

Como devem imaginar, terminámos a nosso refeição em menos de nada. Ao nosso lado, estava um casal que teve mais juízo que nós. Estavam a comer uma sandes toda apetitosa com batatas fritas. No desespero, o meu namorado perguntou ao rapaz em que banca tinha comprado a sandes. Com essa informação do nosso lado,  o meu noivo saiu disparado e desesperado para a tal banca. Pouco depois ja tínhamos a sandes na mesa. Tenho-vos a dizer que foi o que nos salvou naquele dia. 

 

Bem, enquanto nos lembrarmo-nos deste barrete, não nos metemos lá novamente! Nem pensar!

 

Beijinhos,

Raquel

28
Mar19

Virei padeira (mas só às vezes)

Não costumo cozinhar durante a semana, muito menos fazer pão. A loja tem pão tão bom! No entanto, num destes fim-de-semana isso mudou.

 

Pão caseiro foi a grande estrela. Esta escolha foi movida pelo facto de ter comprado isto:

Capture.PNG

Um "tabuleiro" para fazer baguetes! 

 

Para a massa, juntei o fermento em pó (1 colher de chá) à água morna (370 mL) e deixei repousar uns minutitos. Numa taça, misturei a farinha (420 g), o sal (1 colher de chá) e o açúcar (1 colher de chá). Juntei depois as duas coisas, misturei bem até obter uma massa homogénea e deixei-a repousar cerca de uma hora e meia, até duplicar de tamanho. Dividi-a depois em seis partes iguais, coloquei-as no tabuleiro e deixei repousar mais meia hora. Foram ao forno de seguida a 250 oC durante uns 25 min. Coloquei também um tabuleiro no forno com água para gerar vapor de água, o que faz com que a crosta das baguetes fique crocante.

 

Aqui tem o resultado final:

 

pão.jpg

 

Estavam mesmo boas e crocantes, e com manteiga ainda melhor! Receita a repetir, com certeza!

 

Beijinhos,

Raquel

25
Mar19

"Ovos mexidos" veganos

Uma grande amiga (vegana) nossa esteve a morar connosco uns dias. Todas as nossas refeições comuns foram veganas. 

 

Com o tofuq que tínhamos em casa, ela decidiu cozinhar "ovos mexidos". Não tenho fotografia do nosso prato final, mas a receita que a nossa amiga seguiu é muito semelhante a esta

 

Vegan Scrambled Eggs

(imagem)

 

Passo a explicar-vos a receita. Salteámos pimentos (verde, amarelo e laranja), cebola e alho. Juntámos depois o tofu esfarelado, sal, turmérico (para lhe dar a cor amarelada) e por fim salsa picada.

 

Estavam bastante bons! Uma receita a repetir!

 

Beijinhos,

Raquel

22
Mar19

um hábito do meu noivo

Este post é dedicado a um hábito bastante curioso que o meu noivo tem. 

 

Sempre que ele apanha bocadinhos de folha de alumínio, por exemplo, folha de alumínio que embrulha chocolates, ele usa-os para fazer as suas criações plásticas, como podem ver nesta fotografia:

 

bolitas.jpg

 

Encontrei estas duas bolitas e o cubo espalhados pelas superfícies da casa. 

 

Mas o que aconteceu a custa disto? Ora, eu vi outras duas bolitas de folha de alumínio, peguei nelas e lixo. Passado um bolado... "viste alguma coisa em cima da mesa?", perguntou ele. Demasiado tarde, já estava no lixo. Ele tinha umas coisinhas importantes embrulhadas na folha de aluminio, ups!

 

Ainda bem que ainda não se lembrou de pegar no rolo de folha de alumínio que temos na cozinha e fazer uma bola daquilo!

 

Beijinhos,

Raquel

20
Mar19

empadas

A convite de uma amiga nossa, fomos experimentar o restaurante chamado Pie&Ale, em Manchester.  Apesar se já termos passado lá bastante perto várias vezes, nunca tínhamos reparado que estava lá o restaurante. 

 

Para nossa surpresa, todas as empadas vinham com um biscoito, como podem ver na imagem.  Para além disso, traziam também puré de batata, em cima da empada, e gravy, que é o molho escuro. Estava tudo muito bom, contudo, eu preferiria que o gravy tivesse vindo numa tacinha de modo a poder controlar a quantidade dele no meu prato. 

 

pie.jpeg

 

A repetir, com certeza! :)

 

Beijinhos,

Raquel

18
Mar19

arte urbana

Aqui têm mais um trabalho de arte urbana que podem encontrar por estas bandas. É muito bom ter estas surpresas enquanto caminhamos descansadinhos sem esperar por nada.

 

city.jpeg

 

Beijinhos,

Raquel

13
Mar19

batatas fritas com Nutella...

... e que boas são! Pois é, já como dizia o outro, primeiro estranha-se e depois entranha-se! É este o nosso lema para todos aqueles que são abordados com a ideia de experimentar as batatas fritas com Nutella. Fazem, como nós fizemos, uma cara esquisita, mas depois provam e até ficam surpreendidos positivamente. 

 

Estas batatas fritas com Nutella podem ser encontradas no Almost Famous, no Northern Quarter em Manchester. 

 

Image result for almost famous nutella fries

(Imagem)

 

Provámos a primeira vez quando uns amigos nossos as compraram para comer em casa. Depois disso, e com algum "vício", fomos jantar ao restaurante e pedimos uma dose desta batatas. Como devem imaginar, desapareeram todas, pois claro! Recentemente, fomos a um outro restaurante também chamado Almost Famous, e, para nossa desilusão, as batatas fritas com Nutella não faziam parte do menu. Que trizteza! A ver se comemos estas batatas num futuro próximo!

 

Nunca experimentámos preparar estas batats fritas em casa, mas penso que náo será díficil. 

 

Espero que tenham ficado com a pulga atrás do ouvido relativamente a esta pequena maravilha.

 

Beijinhos,

Raquel

12
Mar19

Água por todo o lado

Tem chovido muito por estas bandas. É água por todo o lado e nos seus mais diferentes estados físicas. Já choveu, já nevou, já caiu granizo e agora chove novamente, como nunca. Para sorte minha, tive de andar na rua a tratar de uns assuntos. Emprestaram-me um chapéu de chuva (sim, esqueci-me do meu em casa, que conveniente...) e lá fui eu.

 

Com tanta água a cair e com tanta água no chão, devo concentrar os meus esforços a tentar não molhar que zona do meu corpo?

 

A cabeça estava bem protegida, não só pelo guarda-chuva, mas também pelo gorro. A cabeça estava safa! As costas também iam bem protegidas, já que tinha uma mochilas as costas. E agora é que vêm aí os problemas.

 

Os pés, bem os pés, restava-me entregá-los à sorte e não pisar nenhuma placa de cimento descolada do passeio, como me aconteceu ainda esta manhã. Hoje de manhã fiquei com as sapatilhas completamente molhadas. Pisei uma dessas placas de cimento, e zás, vi água a saltar  direitinha para os meus pés! Apesar das sapatilhas seram a prova de água, fiquei com os pés molhados porque a água entrou por cima, entre o meu pé e as sapatilhas. Enfim. E por fim as penas. Sabia que as ia molhar sempre um bocadinho, claro, mas nunca como se molharam. Passo a explicar-vos o grande problema. Ora, acumulou-se muita água junto à berma da estrada, e apesar do passeio ser muito largo, sempre que passavam autocarros, eles tinham a capacidade de "enviar" toda aquela água na estrada para o passeio. Conseguem imaginar o cenário. Mesmo muito complicado, mesmo afastando-me o máximo que conseguia da estrada (e tenho a dizer-vos que o passeio até é bem larguinho). Assim, sempre que via um momento destes a acontecer no imendiato, tentava diminuir os estragos ao por o chapéu de chuva a proteger as minhas pernas, mas a água arranjava sempre maneira de chegar até elas. 

 

E assim se apanha um molha!

 

Beijinhos,
Raquel
11
Mar19

Dulce de Leche directamente da Argentina

Quando era mais nova, confesso, que era bastante esquisita no que toca a comida. Era sempre um filme primeiro que experimentasse alguma coisa diferente. O meu noivo faz-me sempre recordar uma situação que aconteceu há bastante tempo - eu não queria experimentar pão pita, vejam lá! Felizmente, e em grande parte graças ao meu namorado, isso tem mudado. Neste momento, arrisco bem mais. Gosto de experimentar novos sabores, novas cozinhas, novos restaurantes... e tenho curiosidade também em cozinhar coisas diferentes e usar ingredientes que não são tão comuns na cozinha portuguesa. 

 

Esta ideia de experimentar coisas novas também se aplica quando estamos em passeio. Gostamos de provar os pratos locais, ir a restaurantes onde os locais vão, etc... . Nesta nossa última viagem de férias, isso nao foi excepção.

 

Na Argentina, uma das coisas que queríamos experimentar era dulce de leche, ou melhor, doce de leite. Já tinhamos visto à venda nas lojas de recordações mas pensámos que talvez fosse possível encontrar num supermecado. Não só por acharmos que podia ser mais barato, como poderiamos comprar o que o argentinos realmente comem. Dúvido muito que eles andem a compram dulce de leche nas lojas de recordações. 

 

Fomos então a um supermercado. Perguntamos a uma senhora que estava lá perto, e ela lá nos indicou uma marca de doce de leite. Disse que era a favorita dos filhos, se bem me lembro. A conselho dela, trouxemos este: 

 

dulce.jpg

 

Eu achei bastante bom, no entando, é um bocado doce para o meu paladar. Ao contrário, o meu noivo tem-no comido às colheradas. 

 

Beijinhos,

Raquel

08
Mar19

Legos e mais legos

O meu noivo gosta imenso de legos e isso fez-nos visitar uma exposição da Lego há uns anos em Londres. Lá, pudemos ver algumas verdadeiras obras de artes somente feitas de peças de lego. Deixo-vos aqui três fotografias que tirámos nesse dia:

 

lego1.JPG

lego2.JPG

lego3.JPG

 

Espero que tenham gostado!

 

Beijinhos,

Raquel

07
Mar19

vão gostar de saber isto!

Acho que vão mesmo gostar de saber isto!

 

Passo a contar-vos: existem toda uma técnica de colocar os pacotes de batatas fritas na mesa.  Lá em casa simplesmente abriamos o pacote das batatas fritas e já esta. Mas agora isso vai mudar daqui para a frente.

 

Há uns tempos fomos a casa de uma amigos e reparei como tinham os pacotes de batatas fritas na mesa. Fiquei impressionada. Não tinha pensado mais nisso até o meu noivo me ter enviado este link com dicas que pessoas efectivamente usam, de acordo com o Reddit. E não é que a tal técnica de apresentar os pacotes de batatas fritas era uma das dicas mencionadas no artigos?! Está mesmo lá! 

 

Passo a explicar - basta abrir o pacote de batatas fritas e enrolar a parte de baixo de modo a criar uma "estrutura" para que o pacote se consiga segurar "sozinho". Parece complicado não é? Mas não, olhem aqui as fotos:

 

Capture1.PNG

Capture.PNG

(Imagens)

 

Espero que vos seja útil!

 

Beijinhos,

Raquel

Pág. 1/2

Sigam-me

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D